Compartilhe:

Semana de Combate ao Alcoolismo

Semana de Combate ao Alcoolismo

Estamos na Semana de Combate ao Alcoolismo, 13 a 19 de fevereiro.

No Brasil o número de pessoas que consomem bebidas alcoólicas em excesso vem crescendo e com isso os problemas sociais também aumentam. Beber demasiadamente é prejudicial em vários aspectos, pois traz prejuízos sérios para saúde como: câncer, cirrose entre outras doenças, destruí famílias e a vida social de quem bebe, gerando várias violências. Além de ser responsável por 50% dos acidentes de trânsito, segundo o Detran.

O que é o Alcoolismo?

Alcoolismo pode ser definido como a dependência química pelo álcool. Um dos principais sintomas do alcoolismo, e o que torna esta doença tão difícil de ser tratada, é a Negação. O dependente não admite para si ou para os outros a existência de qualquer problema com o álcool.

O bebedor crônico provavelmente atribuirá os problemas relacionados ao álcool a alguma outra causa. Membros da família e amigos em geral também negam o problema, ignorando os comportamentos destrutivos do alcoolista. Esta negação leva a uma piora das condições físicas e mentais do dependente.

Alcoolismo cresce entre os jovens e preocupa a OMS e especialistas

Levantamento do IBGE diz que 1,5 milhão de adolescentes já beberam. OMS aponta que o álcool é o maior causador de morte entre jovens.

Beber hoje virou normalidade, motivo para reuniões entre amigos e motivos para festas, e com isso nossos jovens cada vez mais dependentes dessa droga lícita, é o pior que muitos casos aprendem a beber em casa, com a família, pais molham a chupeta do bebê para não ficarem com vontade, isso é um crime , temos que rever nossos conceitos de família, de cristãos e começar a fazer a diferença, muitos cristãos vivem como pagãos, ser sóbrios não é a ausência de usos de drogas e álcool, mas sim uma nova maneira de viver a vida...

 

Cláudia Reis | Pastoral da Sobriedade