Compartilhe:

Estreia nos cinemas do Brasil o filme “Paulo Apóstolo de Cristo”

Imagem retirada de http://arquidioceserp.org.br/noticias?id=10035

Estreia nos cinemas do Brasil no dia 3 de maio (quarta-feira) o filme: “Paulo Apóstolo de Cristo”. A Sony junto com a Coragem Distribuidora, ofereceram uma sessão do filme Paulo Apóstolo de Cristo na TV Aparecida para os bispos e padres que tivessem interesse em assistir durante a 56ª Assembleia Nacional dos Bispos do Brasil (11 a 20 de abril).

De acordo com os organizadores (Sony e Coragem Distribuidora) a avaliação dos bispos foi positiva: “80% das opiniões classificaram o filme como excelente e 20% como muito bom e 100% opinaram que valia a pena recomendá-lo entre eles: o Arcebispo Dom Odilo Sherer, Dom Sergio de Deus Borges, Dom Moacir Aparecido de Freitas, Dom Luiz Gonzaga Fechio, Dom José Carlos Chacorowski e Dom Emilio Pignoli de São Paulo recomendaram o filme também”.

Pré-estreia - Em Ribeirão Preto, acontece no dia 28 de abril, às 10h30, a pré-estreia do filme no Cinemark em sessão reservada. Os convites foram distribuídos com antecedência para agentes de pastoral, movimentos, clero e interessados.  

Esperamos que o filme seja uma excelente ferramenta de evangelização e convidamos a todos para a partir do dia 3 de maio assistam nos cinemas da cidade de Ribeirão Preto e região o filme.
 
Serviço
Filme: “Paulo Apóstolo de Cristo”
Estreia nos cinemas: 3 de maio (quinta-feira)

Sinopse
PAULO, APÓSTOLO DE CRISTO é a história de dois homens. Lucas, como amigo e médico, arrisca a vida quando se aventura cruzando a cidade de Roma para visitar Paulo, que é mantido encarcerado na cela mais sombria e desoladora da prisão de Nero. Mas Nero está determinado a livrar Roma dos cristãos e não hesita em executá-los das maneiras mais terríveis possíveis. Antes que a sentença de morte de Paulo possa ser decretada, Lucas resolve escrever outro livro em que detalha o início do “Caminho” e o nascimento daquela que virá a ser conhecida como a igreja.

Acorrentado, a luta de Paulo é interna. Ele já sobreviveu a tanto - flagelação, naufrágio, inanição, apedrejamento, fome e sede, frio e exposição - mas, enquanto aguarda seu encontro com a morte, ele é assombrado pelas sombras de seus erros passados. Sozinho no escuro, ele se pergunta se foi esquecido... e se ele tem força para seguir bem até o fim.

Dois homens lutam contra um imperador determinado e as fragilidades do espírito humano para viver o Evangelho de Jesus Cristo e levar sua mensagem ao mundo.

fonte: Arquidiocese de Ribeirão Preto, com informações da Coragem Distribuidora