Compartilhe:

Algumas orientações para a Semana Santa

Imagem retirada de http://arquidioceserp.org.br/noticias?id=12179

O Arcebispo Metropolitano de Ribeirão Preto, Dom Moacir Silva, publica Algumas Orientações para a Semana Santa, em observância ao Decreto publicado em 19 de março de 2020, referente as orientações para prevenção diante da proliferação do coronavírus

No Domingo de Ramos pode suprimir a Benção de Ramos e celebrar somente a missa.
    
Na Quinta-Feira Santa, os padres que fazem parte do grupo de risco (idade e ou doenças) estão dispensados da Missa Crismal, às 9h, no Seminário Maria Imaculada, em Brodowski.

No Tríduo Pascal:
- Na Missa Vespertina da Ceia do Senhor, omite-se o lava-pés. No final da missa omite-se procissão e o Santíssimo Sacramento guarda-se no Sacrário (Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, Prot. n. 153/20, Decreto: em tempo de Covid-19, de 19 de março de 2020).

- Na Sexta-Feira Santa, na oração universal acrescentar uma intenção especial pelos doentes, pelos defuntos e pelos que sofrem por alguma perda. Para a Adoração da Cruz, apenas a genuflexão simples.
Oremos pelos irmãos e irmãs infectados pelo vírus covid-19; pelos irmãos e irmãs que faleceram em virtude deste vírus; pelos irmãos e irmãs que sofrem pela perda de entes queridos nesta pandemia.
Deus eterno e todo poderoso, fonte da vida e principio do bem viver, vinde em socorro dos doentes do coronavírus; concedei o descanso eterno aos que morreram vitimados por esta doença; consolai os que sentem o coração dolorido pela perda de entes queridos; e libertai humanidade desta pandemia. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

- Na Vigília Pascal, omite-se o acender o fogo, acende-se o círio e, omitindo a procissão, segue o precônio pascal. Na Liturgia da Palavra, proclamar duas leituras do Antigo Testamento, lembrando que leitura de Ex 14 não pode ser omitida; a Carta aos Romanos e o Evangelho. Para a Liturgia batismal, apenas se renovam as promessas batismais (cf. Missal Romano, p. 288, nº 46). Segue a Liturgia eucarística. (cf. Decreto: em tempo de Covid-19).

Dom Moacir Silva
Arcebispo Metropolitano

Obs: o fato de ser celebração privada, não que dizer que o padre vai fazer tudo sozinho.

fonte: Arquidiocese de Ribeirão Preto