Compartilhe:

49ª Romaria de Nossa Senhora reúne 50 mil peregrinos

Imagem retirada de http://arquidioceserp.org.br/noticias?id=10854

A 49ª Romaria da Mãe Aparecida, em 12 de outubro, solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, reuniu ao menos 50 mil fiéis que percorreram os doze quilômetros, da Câmara Municipal de Ribeirão Preto até a paróquia Senhor Bom Jesus do Bonfim, no Distrito de Bonfim Paulista. A concentração dos romeiros começou às 5 horas na Câmara Municipal de Ribeirão Preto e foi marcada por apresentações dos cantores Meninos de Bonfim, João Leoneti e Anderson Nogueira. Antes da partida da romaria, o padre Severino Germano da Silva, pároco da paróquia São Mateus Apóstolo, no Quintino Facci I, em Ribeirão Preto, abençoou os romeiros. Os romeiros partiram em romaria às 6 horas com destino à paróquia Senhor Bom Jesus do Bonfim.  

Às 10 horas o cortejo com o andor adentrou ao Distrito de Bonfim Paulista acompanhado por milhares de fiéis. O arcebispo dom Moacir Silva acolheu os peregrinos e o andor com a imagem de Nossa Senhora Aparecida e rezou a oração do Ângelus. Em seguida deu-se início a concelebração eucarística presidida pelo arcebispo e concelebrada pelo padre Mário Reis da Silveira, pároco de Senhor Bom Jesus do Bonfim.

O padre Mário Reis, pároco de Bonfim Paulista, exaltou a importância da realização da romaria. Toda esta manifestação de fé parece mesmo dizer-nos que a Mãe do céu nos protege e nos auxilia na caminhada que temos, nos garante muitas graças dos céus e somos muito agradecidos a Ela”, disse padre Mário.

Na homilia, o arcebispo dom Moacir Silva, se dirigiu aos romeiros e enalteceu a importância de confiarmos em Maria como intercessora e mãe cuidadosa que é sensível as nossas necessidades. “Queridos irmãos e irmãs, nós temos uma mãe, a Senhora Aparecida, nós temos uma mãe que é muito sensível às nossas necessidades e ao ver vocês aqui hoje depois dessa peregrinação e aqui participando da Eucaristia, isto demonstra que vocês sentem esta proximidade da Mãe Aparecida, vocês sentem a proteção da Mãe Aparecida no dia a dia. Vocês demonstram um carinho, uma confiança, e sobretudo uma relação filial com esta nossa mãe querida. Vale a pena ter esta mãe perto de nós. Como disse: uma mãe sensível às preocupações, aos desafios, dos seus filhos. Não sou eu que invento isso. Ouvimos no Evangelho: Maria naquela festa de casamento percebe a falta do vinho que para aquele casal seria uma situação muito complicada àquela altura da festa, e é ela que está ali presente, como está presenta na nossa caminhada, e percebe aquela situação difícil. Mas, é importante que esta nossa mãe não só é sensível às nossas necessidades, mas toma a iniciativa de nos socorrer nas nossas necessidades. Ela chega até Jesus e diz: ‘Eles não tem mais vinho!’. Ela passou para o Filho a preocupação que ela tinha com aquele casal. Essa é a nossa Mãe do céu, que tem esse carinho e cuidado para com todos e cada um de nós”, enfatizou Dom Moacir.

A organização da Romaria de Nossa Senhora Aparecida conta com o apoio da Secretaria Municipal da Cultura, Administração de Bonfim Paulista, e secretarias municipais da Cultura, Infraestrutura e Saúde, paróquia Senhor Bom Jesus do Bonfim e Arquidiocese de Ribeirão Preto.

Ao final da concelebração eucarística, o padre Mário Reis da Silveira, agradeceu a presença dos romeiros, e sinalizou que no próximo ano celebraremos o jubileu da romaria com novidades. Com a bênção dos frascos de água benta a serem distribuídos aos fiéis, foi concluída a 49ª Romaria de Nossa Senhora Aparecida.

História - O idealizador da Romaria foi o subtenente Luiz Gonzaga do Carmo. A primeira Romaria saiu do bairro Vila Virgínia, próximo à Igreja Santa Maria Goretti, em 31 de agosto de 1969, com 43 romeiros. Em 21 de julho de 2016 foi aprovado o Projeto de Lei n° 1223/2016, instituindo a tradicional “Romaria de Nossa Senhora Aparecida” como patrimônio cultural, histórico, imaterial do município de Ribeirão Preto.

fonte: Arquidiocese de Ribeirão Preto